Govenador eleito Rodrigo Rollemberg abre o jogo e mostra riscos para 2015.

Á poucos dias para o fim do mandato do Governador Agnelo Queiros (PT), a equipe de transição do governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), convocou a imprensa para apresentar diagnósticos da situação de riscos do Distrito Federal, que contou com a presença de vários representantes de partidos políticos, Deputados Distritais e Federais.

A equipe foi escolhida a dedo para mapear os danos causados pelo atual governo, São eles: Rômulo Neves que manteve contato direto com o governo, Carlos Tomé coordenador da área técnica, Hélio Dolye coordenador Geral, Leany Lemos coordenadora Executiva, Marcos Dantas coordenador de relações políticas e com a sociedade e Paulo Sales coordenador de objetivos estratégicos.

A equipe apresentou relatório de análise de finanças que mostra que o GDF fechara o ano com dividas aproximadas em 3,8 bilhões, e que no primeiro semestre do ano de 2015, o governador Rollemberg, terá muito trabalho para equilibrar as contas, na ocasião foram apresentados os principais gráficos de riscos, entre elas os riscos priorizados que sofrerão cortes, remanejamentos ou suspensão dos serviços.

Principais itens de riscos priorizados para 2015, segundo relatório de análise apresentado pela equipe de transição:

Educação: Paralisação das aulas, Educação infantil e do ensino fundamental.

Mobilidade Urbana: Paralisação de parte dos serviços de transportes públicos, Perda de recursos federais para investimentos em infraestrutura de transporte, Cancelamento prematuro de contrato com o BID e Paralisação dos serviços do metrô.

Segurança Publica: Interrupção dos serviços médicos da PM, Redução de viaturas por falta de manutenção básica e Interrupção dos serviços do Ciade.

Saúde Publica: Desabastecimento de materiais e medicamentos, Quebra de equipamentos hospitalares por falta de manutenção e assistência técnica, Descontinuidade do fornecimento de alimentação para pacientes, acompanhantes e servidores da saúde nos hospitais, Descontinuidades de serviços contratados de limpeza, vigilância e lavanderia e perda imediata de parte das mãos de obras no trabalho.

Demais Áreas: Falta de recursos para o carnaval de 2015, Falta de recursos para a realização da universíade 2019, Interrupção dos serviços de informática da FAP-DF, Vencimentos de contratos de vigilância armada, Incapacidade da terracap em cumprir obrigações tributarias, folha de pagamento, contratos e convênios, dificuldades financeiras e operacionais nas outras estatais e interrupção dos serviços de coletas de lixo.

Em entrevista o governador eleito fala também dos atrasos dos pagamentos de servidores ativos e inativos, segue dizendo, Os servidores públicos do Distrito Federal jamais tiveram os seus pagamentos atrasados como esta acontecendo agora, é inadmissível os problemas causados pela má gestão pública, vamos trabalhar com estratégia e equilíbrio para evitar suspensões de serviços fundamentais à população.

Para Rodrigo Rollemberg e o Vice-governador Renato Santana, este é um momento de coerência e muito trabalho, esperamos contar com o apoio da Câmara Legislativa para que possamos trazer a calmaria ao Distrito Federal.

Por: Kadu Marques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s