Se souber usar não vai faltar, a crise da água já é uma realidade

10402756_4719081830729_8605974218934098104_n

Wilson Santana Ambientalista especializado em recursos hídricos

Wilson Santana ressume a história assim, já diziam nossos avós que sabendo usar não vai faltar. O velho ditado é cada dia mais atual, assim como a necessidade de utilizar com sabedoria o que temos. A água é um recurso limitado e o seu desperdício tem consequências graves. Cada setor da economia, cada fatia da sociedade tem sua parcela de responsabilidade nessa história. A semelhança da maioria dos países, no Brasil, a agricultura é quem mais consome água quase 63% do que é captado vai para a irrigação agrícola.

irrigacao

60% da água é usada na irrigação agrícola

O uso doméstico é responsável por 18% do consumo, a indústria fica com 14%. Os 5% restantes são usados para matar a sede dos animais de criação. Todos esses

consumidores tendem a usar a água de modo abusivo, e não é a qualidade de vida que exige isso.

como-lavar-louca

A falta de consciência pode levar o planeta a seca absoluta

Com um bom planejamento é possível gerar empregos e movimentar a economia mesmo com pequenas quantidades do recurso. Afinal, para que sejam criados 100 mil empregos em alta tecnologia no Vale do Silício, nos Estados Unidos, são necessários 946 milhões de litros de água por ano. Este mesmo volume criaria apenas 10 empregos na agricultura da californiana. É preciso tomar medidas enérgicas para a conscientização humana para economizar  água, a realidade da falta de água esta cada vez mais próximo em todo o mundo.

MEDIDA Nº 1: ECONOMIZAR ÁGUA EM TODOS OS MOMENTOS.
– Os órgãos públicos devem massificar a campanha por economia de água!
– A população deve fazer sua parte: banhos mais curtos, evitar lavar carros e calçadas, usar a água em casa com uma consciência e um cuidado excepcionais.

MEDIDA Nº 2: GERAR CONSCIÊNCIA DA NECESSIDADE DE ECONOMIZAR.
– As escolas devem intensificar aulas e campanhas pela economia intensa de água.
– Associações de classe, clubes de serviço, entidades, ONGs, devem promover a conscientização, como porta-vozes dessa mensagem urgente de economia.
– As pessoas devem se alertar mutuamente da gravidade da situação.

a11980agua

No curtíssimo prazo, não há outra saída: Temos que consumir água com dor no coração! TEMOS QUE ECONOMIZAR ÁGUA AO LIMITE. A curto prazo estamos nas mãos de São Pedro e na ação do poder público, que deve sem falha gerenciar a crise de forma aberta e proativa.

O apelo é: vamos agir para que o Pais não se torne um caso de negligência conduzindo a uma catástrofe ambiental nunca antes vista nesta história.

Por: Kadu Marques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s